A nossa força está na Ressurreição de Jesus


Quando Jesus entrou na sinagoga, num sábado, os fariseus observavam-no para ver se Ele iria curar o homem que tinha a mão seca, pois para os judeus era proibido trabalhar naquele dia. Mas, o Senhor disse ao enfermo: “Levanta-te, e fica aqui no meio” (Lc 6,8). Ele se levantou e Jesus falou aos mestres da lei: “Eu vos pergunto: ‘O que é permitido fazer no sábado: o bem ou o mal, salvar uma vida ou deixar que se perca’?” (Lc 6,9). O Mestre afirmou isso olhando nos olhos de cada um deles, deixando-os desconcertados. Quando Ele curou a mão do homem, os fariseus ficaram furiosos e, ali mesmo, na sinagoga, começaram a discutir e a pensar como fariam para destruí-Lo.

Meus irmãos, não só o sábado, mas todos os dias é dia de Deus! Hoje, é o dia de você pedir ao Senhor por todas as suas enfermidades, sejam elas físicas, emocionais ou espirituais. Deus sabe como cuidar das marcas, dos traumas e das feridas que trazemos. Ele mesmo disse que carregaria o fardo conosco. Tanto que Jesus sofreu desde sua flagelação e coroação de espinhos até ser pregado na cruz e ter seu rosto transfigurado.
Na carta aos Hebreus, encontramos essa passagem: “Nos dias de sua vida mortal, dirigiu preces e súplicas, entre clamores e lágrimas, àquele que o podia salvar da morte, e foi atendido pela sua piedade” (Hb 5,7). Muitos podem se perguntar: “Como Jesus foi atendido se sofreu tanto e morreu?”. Ele tinha um propósito, veio habitar entre nós e se dispôs a nos salvar. Se o Pai O salvasse quando pediu, nós não seríamos salvos.

Quando O pregaram na cruz, com a morte de Nosso Senhor o pecado também morreu. “[Jesus] Carregou os nossos pecados em seu corpo, sobre a cruz, a fim de que, mortos aos nossos pecados, vivamos para a justiça. Por fim, por Suas chagas fomos curados” (1 Pe 2,24). Portanto, não há mais nenhuma condenação sobre nós.

Quando aceitamos Jesus como nosso Salvador, assumimos um “Jesus-salvação” em nossas vidas. O pecado morreu na cruz com a morte de Cristo, então viva como alguém que está salvo! Hoje é dia de você, meu irmão, viver a certeza da sua salvação. Você precisa firmá-la cada vez mais, pois é uma pessoa salva e liberta das amarras do pecado.

Lembre-se de que a nossa força está na Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo. O nosso dia a dia de cristão precisa ser vivido como na Páscoa: dia de alegria, júbilo e esperança. A Igreja celebra a vitória de Jesus sobre a morte e nos convida para assumirmos essa vida nova em Cristo. Esta alegria é fruto do Espírito Santo, por isso, precisamos estar repletos d’Ele para que essa virtude preencha toda a nossa vida.

Desejo a você e sua família uma feliz Páscoa!

Compartilhar

Por: Paulo Roberto Melo

0 comentários:

Postar um comentário