As consequências do aborto


O aborto é condenado justamente porque, além de ser um crime, só gera complicações, independente do método utilizado. Muito mais do que conseqüências físicas, o aborto pode provocar danos psicológicos para a mãe, em especial, e para a família como um todo. Danos causados às trompas por possível infecção pós-aborto, causando infertilidade (em 18 % das pacientes) estão entre as principais preocupações. O aborto pode provocar complicações placentárias novas (placenta prévia), tornando necessária uma cesariana, para salvar a vida da mãe e da criança. O aborto criou ainda novas enfermidades como a síndrome de Asherman e complicações tardias, que poderão provocar necessidade de cesariana ou de histerectomia (extração total do útero). Mas dentre todos os problemas, o mais grave é a hemorragia, que transforma a nova gravidez em gravidez de alto risco, podendo levar ao óbito. Equipe Bem Star
Compartilhar

Por: Paulo Roberto Melo

0 comentários:

Postar um comentário