Comoção e homenagem a Nossa Senhora Aparecida marcam primeira missa de Francisco no Brasil

A missa tão aguardada por milhares de brasilieros começou às 11h desta quarta-feira (24/7). Em bom português, o papa Francisco saudou e abençoou os fiéis.

 (Ed Alves/CB/DA Press)


No primeiro momento, o pontífice fez uma oração em português diante da imagem original de Nossa Senhora Aparecida.
O papa ofereceu, em suas preces, a Jornada Mundial da Juventude. Francisco tocou na imagem e deixou flores no local.

Dom Raymundo, arcebispo de Apareceida, deu boas vindas ao papa e entregou uma imagem de Nossa Senhora Aparecida eculpida em madeira por artistas brasileiros. O pontifice presenteou o Santuário com um cálice de ouro.

Um coral e uma orquestra formados por 180 pessoas entoaram canções de adoração durante toda celebração. Na homília, o papa Francisco trouxe três mensagens aos milhares de fiéis que acompanham sua visita ao país. "Devemos seguir três simples posturas: conservar a esperança, deixar se surpreender por Deus e viver na alegria", disse o pontífice.

A leitura escolhida para a celebração foi a passagem em que Jesus faz o seu primeiro milagre, ao transformar água em vinho. O pontífice destacou que diante das dificuldades enfrentadas é preciso seguir confiante da presença de Deus. Ele ressaltou ainda o fascínio que "o dinheiro, o poder, o sucesso e o prazer" exercem na vida, especialmente dos mais jovens."É verdade que hoje em dia, em certa medida, todos, incluindo nossos jovens, se sentem atraídos por tantos ídolos que se colocam no lugar de Deus e parecem dar esperança: o dinheiro, o sucesso, o poder, o prazer", disse o Papa argentino, de 76 anos, diante de 200.000 fiéis.

O papa falou ainda da força da juventude como motor para a sociedade e para a Igreja. O santo padre citou a passagem lida no evangelho e a história de Nossa Senhora Aparecida para destacar a importância de se deixar surpreender por Deus. "A história desse santuário serve de exemplo. Aqui, em um lugar de pesca infrutífera, todos os brasileiros podem se sentir filhos de uma mesma Mãe. Deus sempre surpreende, como vinho novo. Sempre nos reserva o melhor. Ele pede que nos surpreendamos pelo seu amor", disse.

Por fim, papa Francisco falou sobre a alegria que devem emanar os cristãos. "Os cristãos nunca devem estar tristes. Deus nos acompanha e temos uma Mãe que sempre intercede pela vida dos seus filhos. Se estivermos verdadeiramente próximos de Cristo e sentirmos o quanto Ele nos ama, isso contagiará quem estiver do nosso lado", declarou.

A comunhão - momento da missa onde os católicos recebem a hóstia simbolizando o corpo de Cristo - não foi distribuida pelo papa, mas pelos padres que acompanhavam a celebração. Os fiéis que acompanhavam a missa na parte externa do Santuário também receberam a hóstia.

Segurando a imagem de Nossa Senhora Aparecida, Francisco deu a benção final, beijou a santa e encerrou a sua primeira grande missa no Brasil.
Compartilhar

Por: Paulo Roberto Melo

0 comentários:

Postar um comentário