Secretário de Estado de Atendimento à Comunidade participa do programa “Cidades e Condomínios"



Severino Cajazeiras bateu um papo com o jornalista Paulo Melo. Entre as pautas: Infraestrutura de Brasília, atuação da SEAC, obras no Distrito Federal e principais demandas da população

Foto: Érica Ieda.

Quando o assunto é comunidade, a SEAC está presente. Nesta quarta-feira (4), o programa Cidades e Condomínios da TVCOMDF, canal 12 da Net, abordou o trabalho desempenhado pela Secretaria de Estado de Atendimento à Comunidade do Distrito Federal (SEAC) nesses dois anos e oito meses de atuação no Governo do Distrito Federal. Para falar sobre o assunto, o apresentador do programa, Paulo Melo, convidou o secretário de Estado de Atendimento à Comunidade do Distrito Federal, Severino Cajazeiras.

O jornalista lembrou que a Secretaria é a primeira e única do país a possuir um canal de atendimento direto com a população. Questionado sobre o trabalho realizado na SEAC, Severino explicou que a criação do órgão foi ideia do governador Ibaneis Rocha, ao perceber que o GDF precisava de um canal para que o cidadão pudesse buscar o atendimento de suas demandas.

Nesta análise, Severino disse que, para uma região do nível de Brasília, seria imprescindível uma relação mais direta com as necessidades dos brasilienses. "O atendimento à comunidade tem que ser diferenciado mesmo. Começando pela qualidade dos serviços prestados. Aqui nós hospedamos os poderes da União, hospedamos o poder legislativo, judiciário, embaixadas e precisamos receber as pessoas que veem de outros estados", lembrou Severino.

Por este motivo, Cajazeiras contou durante o programa que é importante que o cidadão possua outras ferramentas de contato além do modo eletrônico. Segundo o secretário, "é normal encontrar pessoas que possuem demandas mas não são acostumadas em razão do método eletrônico. Às vezes pela internet, ela não recebe um retorno satisfatório. É nesse momento que a SEAC age", contou o líder da pasta. "Quando o estado na pessoa de um secretário recebe essa pessoa, por mais simples que ela seja, e dá encaminhamento a sua demanda, ela se sente mais feliz porque ela foi atendida por gente. A Secretaria de Estado de Atendimento à Comunidade é gente atendendo gente", pontuou.

Dessa forma, o chefe da Secretaria lembrou na exibição do "Cidades e Condomínios" que o papel da SEAC em frente às exigências dos brasilienses é de servir como um ouvidor, principalmente, quanto aos serviços básicos essenciais. "Temos que ter a qualidade dos serviços de água, energia elétrica, mobilidade urbana e infraestrutura. Toda essa parte são demandas que surgem da comunidade do Distrito Federal. A cidade cresceu, está se modernizando e as pessoas que moram aqui precisam de acolhimento", salientou.

Impressionado com a atuação da Secretaria, Paulo Melo comparou o trabalho do órgão com uma ouvidoria que oferece um serviço VIP. "Basicamente, vocês dão a oportunidade da pessoa ter uma chance de um olho com olho com o secretário que atende aquela demanda. A SEAC de fato merece parabéns por esse tratamento diferenciado com a população do DF", parabenizou o apresentador.

Brasília virou canteiro de obras
Impressionado com a quantidade de intervenções urbanísticas que acontecem nas 33 regiões administrativas do DF, Paulo indagou Severino sobre as obras que estão acontecendo na gestão de Ibaneis Rocha.

"As obras de mobilidade são o que a cidade precisa. O crescimento tem que estar de acordo com o desenvolvimento. Não é só no Plano Piloto. Temos obras nas 33 regiões administrativas do Distrito Federal e todas relacionadas à segurança, educação e infraestrutura. Tudo feito para tratar reivindicações antigas dos moradores de Taguatinga, Recanto das Emas, Riacho Fundo, Candangolândia entre outros", respondeu o secretário.

Comunidade como preferência
Um dos focos da SEAC preparados para este ano, foi no nível de satisfação dos cidadãos que a procuram. "Tudo isso está sendo concebido para gerar qualidade de vida ao morador do DF. É a preocupação de um Governo que se preocupa com o serviço prestado para a comunidade. Felicidade é você ter um emprego digno, serviços básicos. Isso o Governo procura fazer e a nossa Secretaria de Atendimento a Comunidade é a interlocução do cidadão com o GDF", observou.
Compartilhar

Por: Renata Chimiti

0 comentários:

Postar um comentário